Paulo da Portela inspira novo trabalho do rapper Chico Tadeu

 

Clipe da canção 'Vai Como Pode', que exalta o legado do fundador, será lançado nesta quinta-feira

Fundador da maior campeã do carnaval carioca, Paulo da Portela (1901-1949) já inspirou livro, documentário e muitos sambas. Já virou, também, nome de praça e até de estação de BRT. Nesta quinta-feira (18), dia do seu aniversário de 119 anos, o lendário sambista ganha uma nova homenagem, agora do rapper Chico Tadeu, que se inspirou no legado do portelense para compor a canção "Vai Como Pode".

"Quero ressaltar a importância de Paulo da Portela pra cultura popular brasileira, assim como é Cartola da Mangueira. Eles, por sinal, eram amigos e, em vários relatos, o mangueirense deixa registrado seu respeito pelo Professor. Quero trabalhar pra manter viva a memória de Paulo e que seu nome se torne tão grande quanto foi o seu trabalho aqui, desde a inspiração para Walt Disney criar o personagem Zé Carioca até a institucionalização do carnaval no Rio. Foi assim que conquistou multidões, lutando contra a desmarginalização do sambista e transformando as agremiações em escolas de samba como conhecemos hoje. Ele provou que arte e cultura são indissociáveis como base para educação e transformação do indivíduo. Essa obra é totalmente dedicada a ele, com todo o meu amor e respeito. Viva o Professor", exalta o artista, que é cria da região onde a Portela nasceu.

Em seu novo trabalho, que será lançado também em formato de clipe, Chico Tadeu homenageia Madureira e faz uma conexão entre o legado de Paulo e as conquistas da população negra. A obra usa, ainda, um sample com o samba "Paulo da Portela", gravado na década de 1940 por Zé da Zilda. Já o clipe, que é dirigido por Rafael Cabral e tem direção de fotografia de Fábio Santos, conta com a participação de portelenses ilustres, como Tia Surica e Didu Nogueira, além de pessoas da comunidade.

"Vai Como Pode", que também remonta ao nome que a Portela teve na década de 1930, estará disponível a partir das 13h de quinta-feira nas plataformas digitais YouTubeVevo e Spotify.

Portelense de coração, Chico Tadeu é ex-aluno do projeto Por Telas, parceria entre a Portela e a produtora Canto de Sala, que promoveu uma grande oficina de audiovisual em 2018, gerando a produção de três curtas-metragens.

 

FICHA TÉCNICA DO CLIPE

Música: Vai Como Pode

Artista: Chico Tadeu

Produção musical: Dig Ribei e Fábio Broa

Diretor: Rafael Cabral

Roteiro: Chico Tadeu

Fotografia: Fábio Santos

Montagem: Victor Abreu

Finalização: Humberto Júnior

Produção: Chico Tadeu

Atores: Chico Tadeu, Gentil Campos (como Paulo da Portela) e Joy Máximo (como Oxóssi).



Foto: Divulgação

Fonte.:  www.gresportela.com.br