Morre o benem??rito e ex-conselheiro Jarbas Domingos Vaz

 

A diretoria do Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela lamenta informar o falecimento do sócio benemérito e ex-conselheiro Jarbas Domingos Vaz, de 85 anos. Ele estava internado no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, e morreu vítima de insuficiência respiratória e enfisema pulmonar, de acordo com familiares. O enterro será nesta sexta-feira (5), às 14h, no Cemitério de Ricardo de Albuquerque.

Considerado um dos membros mais antigos da Portela, Seu Jarbas, como era mais conhecido, participou de momentos importantes da história da escola. No início da década de 1970, acompanhou de perto as negociações para a compra do terreno do Portelão, inaugurado em 1972.

Muito tempo depois, teve ativa participação na gestão do ex-presidente Nilo Figueiredo, a partir de 2004, quando ocupou o cargo de assessor especial da presidência, sendo um dos responsáveis pelas alas de comunidade. No mesmo período atuou como membro do Conselho Deliberativo. Nos últimos anos, mesmo não integrando a administração, gostava de fiscalizar e monitorar atos da diretoria, além de se fazer presente nos eventos importantes da quadra.

Fora do carnaval, Jarbas se destacou no jornalismo como repórter de polícia. Começou na profissão pelas mãos do lendário Samuel Wainer, no jornal Última Hora, no fim da década de 1950. Trabalhou, também, na TV Globo, no jornal O Fluminense, no Correio da Manhã e foi colaborador no jornal alternativo Reação. Fundou e dirigiu a Associação de Imprensa da Baixada Fluminense, além de ter feito parte da diretoria da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), na gestão do ex-presidente Maurício Azêdo.  

Ele deixa três filhos. O presidente da Portela, Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam a morte do benemérito Jarbas Domingos Vaz e se solidarizam com seus familiares e amigos.



Crédito da foto: Paulo Henrique Souza (PH)
Legenda: Benemérito Jarbas Vaz (à direita) aparece ao lado do eterno compositor David Correa, em 2018, durante missa pelo aniversário de 95 anos da escola 

Fonte.:  www.gresportela.com.br