Nota de pesar - torcedora Marcia Reguffe

 

A diretoria da Portela lamenta o falecimento de Marcia Reguffe, de 55 anos, integrante da torcida organizada Nação Portelense e do bloco Biritas, Mas Num Cai. Internada desde o dia 9 de maio, ela morreu de complicações causadas por Covid-19, segundo relato do presidente da torcida Nação Portelense, João Paulo Barbosa. O enterro aconteceu neste sábado (30), no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

Apaixonada pela Portela, Marcia passou a fazer parte da torcida organizada em 2015. Em 2016 desfilou em ala. No ano seguinte, marcou presença com seus companheiros e as demais torcidas organizadas no Desfile das Campeãs, encerrando a passagem da Portela pela Avenida durante a comemoração pelo título.

Marcia frequentava a Feijoada da Família Portelense e fazia questão de acompanhar a agremiação em eventos nas escolas coirmãs. Ela gostava, também, de ajudar a organizar a confraternização nas arquibancadas do Sambódromo durante os ensaios técnicos da Portela, sempre com os membros da sua torcida.

Formada em Direito, Marcia trabalhava como síndica num prédio em Copacabana, bairro onde também morava.

O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela se solidarizam com os familiares e amigos de Marcia Reguffe.

Fonte.:  www.gresportela.com.br